Passar para o Conteúdo Principal
Português|English
a vida de movimento

conhecer Metro do Porto

Missão Visão Estratégia

Missão

“A Missão da Metro do Porto, S.A. é planear, conceber, construir, equipar e explorar um Sistema de Metro Ligeiro na Área Metropolitana do Porto, em regime de concessão atribuída pelo Estado.”

Visão

"Promover a mobilidade sustentável na Área Metropolitana do Porto."

Valores

A atuação da Metro do Porto e dos seus colaboradores é orientada por um sistema de princípios assente nos seguintes valores:
 
esquema

Sustentabilidade – Posicionando-se como um fator inequívoco de sustentabilidade e qualidade de vida urbana e suburbana. Atuando na promoção das melhores práticas ambientais no setor, na gestão eficiente dos recursos e no fomento da intermodalidade e da mobilidade sustentável na Região. 

Orientação para o Cliente – Focalizando-se no Cliente através da oferta de um serviço de elevado valor percebido e superando as suas expectativas. 

Rigor - No cumprimento das obrigações e na execução das tarefas. 

Transparência - No relacionamento com as partes interessadas e na informação disponibilizada. 

Espírito de Equipa - Procurando a orientação para objetivos comuns, promovendo a partilha de conhecimento e favorecendo ações integradas. 


OBJETIVOS

ORIENTAÇÕES ESTRATÉGICAS – POSIÇÃO DO ACIONISTA ESTADO

Não foram definidos objetivos pelo acionista para o exercício de 2018.

ESTRATÉGIA EMPRESARIAL INTEGRADA DA METRO DO PORTO

Na definição da estratégia da Metro do Porto para o período 2007-2027 foram considerados os seguintes domínios de intervenção:

<   Ordenamento territorial e urbano;

<   Mobilidade urbana e regional;

<   Eficiência na utilização dos recursos;

<   Garantia da sustentabilidade económica e ambiental do Sistema;

<   Consistência do modelo de financiamento do Sistema.

 

Os objetivos estratégicos para esse período foram traçados no sentido de gerar benefícios económicos, sociais e ambientais considerados fundamentais:

 

<   Constituir-se, posicionar-se e desenvolver-se como um ator e um fator inequívocos de dinamização económica e social da AMP.

<   Contribuir para a modificação dos padrões de uso, ocupação e transformação das áreas urbanas e suburbanas da região, tendo em vista a competitividade territorial, a sustentabilida­de ambiental e a coesão social.

<   Reforçar a sua intervenção e influência enquanto elemento estruturante do reordenamento do sistema de transportes da AMP, articulando-se de forma estreita e concertada com os restantes operadores de transporte público.

<   Privilegiar a dimensão metropolitana em oposição à dimensão porventura excessivamente municipal, tendo em particular atenção as concentrações de habitação, emprego e serviços.

<   Promover a consolidação e a contenção dos tecidos urbanos.

<   Privilegiar ganhos de tempo, em todas as circunstâncias, atra­vés da promoção da linearidade dos traçados e da prioridade à velocidade de circulação.

<   Almejar a progressiva captação de deslocações ao transporte in­dividual, através de uma política muito ambiciosa e concertada.

<   Promover a eficiência energética global do sistema de trans­portes da Área Metropolitana e visar metas ambiciosas de re­dução das emissões poluentes.